quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Cardápio David 7 meses, 5ª semana!

Olá!


Desculpo-me pela ausência, tive algumas questões familiares para resolver (quem não tem?), precisei dar um tempo para as coisas esfriarem na minha cabeça e no meu coração para poder voltar e trazer o melhor de tudo que tenho pesquisado e estudado para vocês!

Hoje trago o cardápio desta semana pro David que fará 8 meses amanhã, 23/01. O título deste post é "5ª semana" por que entendo esta semana assim mesmo, como a 5ª do 7° mês. Já que é na metade dela que ele "fica mais velho" e que as introduções que se fazem devem ser bem lentas.


É possível observar que a partir desta semana eu excluí as propostas de sábado e domingo. Explico o motivo: finais de semana são absurdamente corridos (marido está em casa, aparece minha mãe, minha avó, tem natação no sábado, almoço fora de casa no domingo...) enfim, nesses dois dias sempre há outros compromissos que, apesar de serem menos importantes que o meu filho, demandam a minha atenção.

Como eu não consigo estar em mais de um lugar ao mesmo tempo... acaba que a rotina sai toda "do eixo", cozinhar todos os dias é ótimo para o carinho e a saúde mamãe-bebê, porém esse tipo de atividade demanda um tempo danado e aí acabo perdendo bons momentos de convívio entre o bebê, o papai e eu.

Por isso, resolvi que enquanto o David não come a nossa comida (falta pouco  eu imagino por causa do desenvolvimento dele), eu faço uma quantidade maior de comida na 5ª-feira e na 6ª-feira, congelo e ofereço nos almoços e jantares do sábado e domingo. As papinhas doces serão muito simples, fruta in natura que é tranquilo, rápido e faz super bem, também não coloquei ali por que vai depender de onde eu estiver, o que terei em casa.

Aí vão me questionar: "Mas dar comida congelada não faz mal? Não perde nutrientes? Não estraga?"
Respostas: 
Não, não faz mal. O que faz mal é dar papinha Nestlè e outras de supermercado que foram feitas pra durar 1 ano sem refrigeração. A papinha que eu faço além de ser composta por alimentos orgânicos, está congelada e é para ser consumida em no máximo 2 dias.
Sim, perde nutrientes. A partir do momento que os vegetais são colhidos, muitas propriedades se perdem, porém eles são tão ricos que mesmo se perdendo alguns nutrientes, ainda assim é melhor que papinha pronta.
Não, não estraga. Essa é a mágica do processo de congelamento. Apesar de perder um pouco dos benefícios em relação a comida feita na hora é uma excelente opção para quando o tempo para preparação não está a seu favor.

Bom, concluindo: é claro que o melhor é oferecer comidinha feita na hora, quentinha, isso é fato e não é disso que se trata a questão. Optei por fazer  as papinhas antecipadamente no cardápio do meu filho, David, por que acredito que esses momentos entre pai, mãe e filho são únicos e os verdadeiros tesouros que a gente junta na vida.

A partir deste ano eu quero aproveitar mais esses momentos. Brincar, cantar, pular, dar risada, rolar no chão e o que mais eu puder com eles. Pra mim, ser mãe é bom o tempo todo. A melhor coisa que existe. Mas ser parte de um núcleo famíliar... é realmente o segredo da felicidade.

Para quem não sabe, eu sou filha única, criada pela minha avó. Não, meus pais não morreram, só não estavam (e não estão) aptos às funções de pais e (agora) avós do meu filho. Já cansei de julgar, de lamentar. Tudo bem, essa é uma dor que nunca vai passar, eu sei, aceito isso. Só não quero essa realidade para mim e a família que estou ajudando a construir. Acredito que esta seja a maravilha de crescer, virar "adulto". A maravilha de ter a sua vida nas mãos e dar um rumo diferente àquele que sempre se viveu. E é isso que eu procuro fazer todos os dias: ser a melhor mãe, melhor esposa e melhor pessoa que posso ser.

Bom, ufa (post comprido), é isso.

Abraços,

Dani