sábado, 26 de janeiro de 2013

As evoluções na alimentação e o cardápio de 8 meses, 1ª semana!

Olá!

Hoje vim compartilhar com vocês o cardápio da próxima semana do David, agora sim, oficialmente, com 8 meses!!!!

Tenho recebido alguns e-mails com mamães (e um papai - muito obrigada!) com dúvidas em relação a como funciona a questão de introduzir novos alimentos e o tempo.
Achei tão ótimo o que a mamãe da Izabela, Ana, disse que vou transcrever:
"(...)todo mundo me diz pra ir com calma, dar coisas novas devagarinho... mas devagarinho quanto? Sabe, em dias, meses, anos... ninguém me diz isso e é só o que eu quero saber."

Acho oportuno e já disse várias vezes, mas não custa repetir: não tenho formação na área da saúde ou gastronomia (o que inclui nutrição e culinária), sou apenas uma curiosa, estudiosa, que ama vasculhar e pesquisar em várias fontes (livros, pediatras, nutricionistas, internet e onde mais eu encontrar) para levar o melhor possível para o meu filho David. Compartilho aqui porque acharia um tremendo egoísmo da minha parte guardar tanto conteúdo útil só pra mim.

Isto dito, vamos lá: 

6 meses: o David começou a almoçar, por orientação da pediatra dele e mais duas nutricionistas comecei oferecendo 4 grupos de alimentos. Ainda seguindo as orientações e vários exemplos de mães, para evitar disperdícios, fazer economia e garantir que ele tenha uma grande variedade de alimentos, desenvolvi um cardápio semanal. Com ele em mãos é só partir para as compras. Mais informações neste post aqui.
* 7 meses: este mês foi marcado principalmente pela inclusão de novos legumes e o peixe. Ele também começou a jantar e as refeições passaram ter 5 grupos de alimentos. Mais informações neste post aqui.
* 8 meses: é hora do David experimentar gema de ovo e feijão. Ontem eu cozinhei muitoooooooo um ovo (de preferência caipira), tirei a clara, cortei a gema em 4 partes e ofereci 1/4. Amassei com um garfo até ficar bem esfarelado e dei no intervalo entre o almoço e o lanche. Na próxima semana será a vez do feijão azuki nos almoços e jantares.
Este tipo de feijão é melhor porque além de ser pequeno, mais fácil à deglutição dos bebês, é um grão mais leve e macio, de sabor mais suave.

E falando em 8 meses... olha o cardápio dele aí:

Até a criança completar 1 ano o leite continua sendo o principal alimento, por isso, dá pra ver no cardápio que incluí o LA (leite artificial já que infelizmente não posso mais amamentar) nas papinhas da tarde.

Lembrando que aquele velho ditado "figurinha repetida não completa álbum" também é válida na alimentação (nossa e dos pequenos). Quanto mais sortida e variada melhor. Por isso, procuro alternar o máximo possível o que o David come, tanto em cores quanto em texturas. #ficaadica

E por hoje é isso.

Abração,

Dani