quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Comidinhas do David

Olá!!!

O post de hoje trata da evolução na minha vida e na vida do David.
A alimentação fica mais rica a cada dia! Está está comendo muito bem, não recusa nada que dou.

Hoje foi dia do Thaisinho (Danoninho que foi desenvolvido pela culinarista Thais Ventura do blog As Delícias do Dudu) e em homenagem a ela o chamarei assim.


As etapas do Thaisinho de Ameixa:

Ingredientes:

Resultado da receita (esse e mais 2 potinhos):


Abrindo a boca de tão gostoso que ficou:

Com direito ao rosto praticamente inteiro lambusado!

Gostaria de aproveitar e fazer um agradecimento especial a Thais que criou esta receita (o link direto com as medidas e passo-a-passo é só clicar) e o blog. Sempre achei que esse negócio de amizade virtual (sincera, de verdade) fosse balela, mas depois que "conheci" a Thais... mudei meus conceitos. A tenho com grande carinho, esteve ao meu lado durante a "crise" de amamentação do David, quando não tinha a menor necessidade de me ouvir, ajudar... obrigada de verdade.

Quem me conhece sabe que eu amo comer. Sou apaixonada (fácil de comprovar pela minha forma física) por momentos em que posso degustar uma boa comida. Só um porém... Cozinhar já não é (ou era) meu negócio.
Por que? Porque eu tenho pânico, cólicas, crises de nervos em ver minha cozinha suja (a casa toda de um modo geral, mas a cozinha é o pior de tudo) e a idéia de fazer aquela lambança apenas por uma refeição... já era motivo suficiente para me manter bem longe das panelas.

Aí eu casei... descobri o imenso prazer que é compartilhar uma refeição com quem a gente ama... e mais, descobri como é bom cozinhar a dois. Com certa prática não é que a coisa acabou se tornando rotina?
Eu e o marido fizemos vários pratos que passam longe do arroz com feijão e não ficamos devendo nada a vários restaurantes que frequentamos (o que me enche de orgulho). Ainda tenho aquele problema com a sujeira e gordura na cozinha, mas graças ao hábil e paciente marido que lava toda a louça e uma fiel escudeira chamada Mari... tenho conseguido manter a sanidade e não sair correndo, gritando na rua (em tese) por causa da cozinha.

Bom, aí a família cresceu... chegou o David!!!
Para quem acompanha o blog sabe que ele e eu tivemos alguns problemas e tal... acabou desmamando com 4 meses e meio. E lá vamos nós nos adaptando e evoluindo...
Ahhh, uma correção que só lembrei agora: no começo deste post disse que o David come tudo o que dou. Bom, tem uma coisa que é bemmmmmmm sofrida pra ele ingerir. Laranja.
A primeira coisa que ele tomou na vida depois do leite foi suco de laranja lima. Um terror.
E é assim até hoje. Já tentei laranja lima em temperatura ambiente, geladinha nos dias super quentes, laranja com pêra, com maçã, com cenoura, com mamão, laranja bahia, laranja pêra... nada. É sempre um filme de terror. O "menos pior" é com cenoura.
E ele mora em Curitiba, a europa brasileira que não pode obedecer as estações do ano convecionais, precisa fazer as 4 num único dia. Haja saúde que resista sem muita vitamina C...

Então, continuando com as evoluções...

Com os problemas que tivemos com a amamentação, o David começou a ter outros alimentos com 4 meses e meio, 5 meses. Mas ele é um anjinho, devora as papinhas. Olha um exemplo no vídeo aí:



Não liga pra qualidade do vídeo, é amador mesmo, já disse e repito: meu negócio é comer (ou dar de comer, no caso), não tenho habilidades com fotografia/filmagem.
Ele está comendo no bebê conforto porque ainda não encontrei "A" cadeira de alimentação, aquela, a eleita.
Como tudo que vai pro David é super pesquisado, estudado, analisado, ponderado. Nada afobado, corrido.

Bom, tinha mais coisas pra contar... mas vai ter que ficar pra outro post.
Este aqui além de já estar enorme, estou há 4 dias tentando terminá-lo e nunca consigo... ossos da maternidade.